26/03/18 por Anna Carolina Oliveira

Empresária, escritora, blogueira, jornalista. Mais que tudo isso, autônoma. Cláudia Giudice desempenha múltiplas funções, mas, antes de ganhar tantos títulos, precisou passar por uma grande perda: a do seu crachá. Em 2014, viu o e-mail do trabalho, o celular da firma, o holerite e mais todos os símbolos típicos de uma vida corporativa indo embora. Eram 23 anos de história na maior editora da América Latina. Era também a oportunidade de descobrir um mundo novo.

Em agosto de 2015, a jornalista de formação lançou o livro "Vida Sem Crachá", onde compartilha como processou o fim de um tradicional dia a dia executivo e conta histórias de outras pessoas que transformaram o plano B em A. No seu caso, isso significou assumir de vez a sua pousada A Capela, no litoral Norte de Salvador. De CLT a empresária, Cláudia tem uma agenda cheia: o estabelecimento recebe 20 casamentos por ano, fora os demais eventos. A maior conquista, no entanto, é a descoberta de que existe vida - e que vida! - fora da bolha corporativa.

#greatplacetowork #gptwmulher #gptw4all

Conteúdos relacionados: