23/03/18 por Anna Carolina Oliveira

O Brasil tem 13.290 pilotos comerciais. Desses, 12.920 são homens e apenas 370, mulheres - Clarissa Canedo é uma delas. Desde a adolescência demonstrava interesse pela profissão: começou o curso de piloto de avião aos 17 anos, fez seu primeiro voo comercial como co-pilota aos 26 e conduziu os passageiros para seu destino pela primeira vez como comandante aos 32. Hoje, já são mais de 6.000 horas de voo e quase cinco anos de Avianca Brasil, onde começou como co-pilota.

Lá, ela faz parte da movimentação em torno da meta de trazer mais mulheres para a cabine de comando: a Avianca mudou o processo de recrutamento para atrair e selecionar mais pilotas. Foram 17 contratadas em 2017, ano em que Clarissa comandou um voo especial com uma tripulação 100% feminina. Na ação em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, os passageiros refletiram sobre a equidade de gêneros e ouviram a mensagem da comandante que lembrou a todos que o lugar da mulher é na terra, no mar ou no ar. É onde ela quiser.

#greatplacetowork #gptwmulher #gptw4all

Conteúdos relacionados: