30/04/15 por Casimiro Perez

Como as Melhores Empresas pensam? De onde vem a inspiração para as práticas incríveis que elas criam e disponibilizam para seus funcionários? E como dar os primeiros passos para a sua empresa também chegar lá?

Conheça as diferentes modalidades de pesquisa

A pesquisa de clima organizacional Trust Index© é a ferramenta mais abrangente do mundo para avaliar e classificar a percepção dos funcionários em relação ao ambiente em que trabalham.

» Saiba mais

Para responder essas perguntas, quem melhor do que as próprias empresas premiadas? Por isso, nessa Semana do Trabalho, trouxemos para você uma novidade: o Fala RH!

Entrevistamos os profissionais de RH de várias empresas premiadas pelo Great Place to Work® que possuem práticas extraordinárias. Todo mês publicaremos um novo artigo com os resultados dessas entrevistas, para que você entenda melhor o que faz as Melhores Empresas tão especiais!

Caterpillar: O líder no centro da comunicação

Para esse artigo de estreia, vamos falar sobre a Caterpillar. Premiada 11 vezes, ela é presença constante na lista nacional das Melhores Empresas desde 2004. Ao conhecer as práticas da Caterpillar, o processo de comunicação da empresa chamou particularmente a nossa atenção. O que faz com que esse processo seja especial é o grande esforço para criar uma cultura em que os líderes assumem um papel central na comunicação interna.

Na Caterpillar, os líderes devem agir como porta-vozes para suas equipes e possuem a responsabilidade de fazer com que o processo de comunicação ocorra da forma mais transparente e eficiente possível. Mas por que é assim? “As habilidades para gerir pessoas devem estar nos líderes. Eles devem ser os principais agentes de comunicação no dia-a-dia dos funcionários. A função do RH é prover as ferramentas necessárias para que a liderança possa cumprir esse papel”, afirma Taís Pereira, consultora de RH da empresa.

 Afinal de contas, é o líder quem tem (ou deveria ter) um conhecimento profundo dos funcionários, adquirido por meio do contato diário com eles. Cada vez mais empresas percebem essa realidade, e por isso observamos uma tendência de colocar o líder no centro desse processo. Tendência essa em que a Caterpillar é uma das pioneiras. 

 Há mais de cinco anos, a maneira como o próprio RH atua na empresa foi reestruturado. Antes, existia um balcão para que os funcionários pudessem esclarecer dúvidas diretamente com o departamento. Desde que o líder passou a ser o canal de comunicação primário com seus funcionários, esse balcão não existe mais. As mídias internas da empresa são utilizadas para reforçar a comunicação que já foi previamente transmitida ao líder e que ele já passou aos funcionários. Mas, será que a liderança está preparada para mais essa responsabilidade?

 Na Caterpillar, sim. “Todo novo líder recebe uma série de treinamentos para que possa se adaptar à realidade e os desafios da posição de liderança”, diz Taís. Cada novo líder também recebe o acompanhamento de um mentor, um funcionário sênior da empresa, que o ajuda a entender as responsabilidades da posição e planejar o desenvolvimento da própria carreira na empresa. Além disso, todos os líderes da empresa recebem treinamentos formais periódicos, para que possam se desenvolver continuamente.

Na prática

Como já vimos, o RH da Caterpillar tem como função prover as ferramentas para os líderes realizarem uma gestão de pessoas eficiente. Uma das principais é o fórum mensal de RH. O objetivo dos fóruns é comunicar os líderes sobre os assuntos relacionados à gestão de pessoas, preparando-os para que possam orientar seus funcionários e assegurando que eles tenham clareza de seu papel como líder. As informações dos Fóruns de RH podem ser direcionadas a eles próprios ou às suas equipes (e como já sabemos, é função da liderança repassar essas informações posteriormente).

  Os fóruns de RH envolvem todos os líderes, tanto de escritório como de fábrica, em sessões dedicadas a cada nível hierárquico. Nas sessões são feitas apresentações sobre temas relevantes para a situação atual da empresa e, para fornecer uma maior orientação, cada apresentação termina com os líderes cientes sobre seu papel e quais são as ações que devem aplicar posteriormente em relação a cada tema. Após o fórum, os líderes recebem, por e-mail, um “Boletim do Gestor”, o qual contém a descrição dos assuntos que foram divulgados no fórum de RH, provendo uma base para que eles conversem com suas equipes. Em seguida, os temas são divulgados nos demais veículos de comunicação interna, como Intranet, Mural Digital, entre outros.

 As conversas são realizadas em cascata, ou seja, começando pelos níveis mais altos de gestão e descendo à cadeia progressivamente. Segundo Taís, “isso é importante porque os gestores dos níveis mais altos da empresa são atualizados primeiro, e podem opinar sobre o tema, permitindo que alguns ajustes sejam realizados, se necessário”. A periodicidade dos fóruns não é engessada. Situações emergenciais ou extraordinárias podem levar a novos fóruns além dos mensais. Assim, potenciais crises e problemas são evitados com grande agilidade.

Dica da profissional

2015.04.30 - Fala RH - Caterpillar.jpg

Perguntamos para a Taís quais são os passos principais para uma empresa que quer seguir o exemplo da Caterpillar e implementar a comunicação interna com base na liderança. 

“O primeiro passo é conversar com os líderes e ajudá-los a enxergar o verdadeiro significado e importância do seu trabalho para a empresa. Depois disso, é necessário criar uma estratégia: quais são as ferramentas que o RH pode oferecer para criar o envolvimento dos líderes com a gestão de pessoas?

Por fim, esse plano precisa se propagar em cascata, ou seja, da liderança mais alta progressivamente até a mais baixa, criando assim, um alinhamento entre todos os líderes. Só aí a estratégia estará pronta para ser aplicada a todos os funcionários da empresa.

Esperamos que vocês tenham gostado das dicas e possam aplicar algumas delas para tornar também a sua empresa um Great Place to Work®.

Até a próxima!

Conteúdos Relacionados