29/04/16 por Christh Teixeira

Este é o momento de comemorar e refletir sobre quem faz tudo funcionar.

A luta continua! Hoje, o mundo volta as suas atenções ao maior ativo de uma empresa: os trabalhadores. O 1º de Maio é o dia em que lembramos a causa de quem deseja transformar a sociedade pelo ambiente de trabalho.

Para alguns, eles são apenas figurantes e peças do maquinário. Para outros, eles são mais do que protagonistas do negócio, são colaboradores. 

Seja como for, este é o momento em que paramos para refletir sobre o papel do trabalhador nas empresas. E foi para ressaltar a sua luta por mais espaço que este dia tão especial foi marcado no calendário global.

Lá no século 19, não havia quase nenhum direito. A Revolução Industrial atropelou qualquer perspectiva de planejamento e organização, e levou as pessoas a passarem quase o dia inteiro nas fábricas, em rotinas exaustivas.

Para se ter uma ideia, um empregado comum passava cerca de 14 horas por dia numa indústria. Sem nenhum benefício, e com um salário que beirava ao mínimo para sobreviver. Isso, se chegava perto disso.

Eles eram explorados, em todos os sentidos. Até que alguém, ou melhor, uma massa inteira de trabalhadores resolveu colocar um basta nisso.

Manifestações se espalharam pelo mundo, em nome de melhores condições de trabalho. Em especial, nos Estados Unidos, em 1886. Operários conseguiram organizar mais de 1.500 greves nos quatro cantos do país.

Não demorou muito para que, em 1890, os EUA mudarem a legislação para a jornada ser de até 8 horas por dia. A conquista foi lembrada pelos franceses, que homenagearam os colegas do atlântico com essa data especial.

Até aqui, novos avanços surgiram, como plano de saúde corporativo, vale transporte e refeição, entre outros.

Mas ser, realmente, um ótimo lugar para trabalhar, não é a realidade de todas as empresas. Ainda vigora o pensamento de que o funcionário é apenas um mal necessário. Por isso, a luta continua, e não tem data para terminar.

O Great Place To Work® nasceu para dar um gás ao movimento de mudança nas empresas e diagnosticado pelas grandes marcas.

Reconhecemos quem são os ótimos lugares para trabalhar, no Brasil e no mundo. Quando começamos, muita gente poderia duvidar do sucesso de um negócio que oferece bem-estar aos colaboradores.

Mais de 20 anos se passaram, e hoje, mais de 7 mil empresas, que representam 12 milhões de funcionários, vivem essa realidade: um ambiente de trabalho estimulante, e um modelo de negócio que entrega resultados.

Elas estão espalhadas em mais de 53 países diferentes. O que mostra que qualquer empresa pode se tornar um ótimo lugar para trabalhar. Seja ela grande, pequena, de um país em desenvolvimento, ou em um desenvolvido.

Nós temos orgulho de estarmos ao lado dos trabalhadores, e dos negócios de sucesso, no Brasil e no mundo. É possível, sim, que esses dois mundos estejam alinhados em um só: de desenvolvimento mútuo e linear.

Conheça, aqui, as vantagens de ser um ótimo lugar para trabalhar.

Mostramos que, em 2015, enquanto a economia brasileira patinou em 2015, com queda de cerca de 3,8% do PIB (Produto Interno Bruto), as Melhores Empresas Para Trabalhar aumentaram o faturamento em 14%.

É um resultado alcançado com muito trabalho, e dedicação. Entre as premiadas pelo GPTW, 83% oferecem plano individual de desenvolvimento/competência para os funcionários.

Dentre elas, 35% possuem política de horário flexível para mais de 75% dos funcionários. Ou seja, é um modelo de gestão ganha-ganha, em que todo mundo sai feliz, no final. É sustentável, de um modo otimizado e responsável.

Isso acontece se a empresa acompanhar as devidas métricas, e alinhar todas as ações do RH ao planejamento estratégico.

Entre nessa luta!

Levante a bandeira por melhores condições no trabalho, por um ambiente de trabalho estimulante, por um modelo de negócio sustentável.

Nessa caminhada, o GPTW pode ajudar. Saiba mais.

Desejamos um feliz dia do trabalho a todos os nossos seguidores!